ICe recebe intercambistas de 11 países

O Instituto do Cérebro recebeu pelo segundo ano consecutivo os intercambistas do BP Global STEM Academies, programa de incentivo à ciência e tecnologia promovido pela ONG AFS Brasil. O grupo, formado por 37 alunos da Rússia, Turquia, Malásia, Egito, África do Sul, México entre outras nacionalidades, veio conhecer os laboratórios e os trabalhos desenvolvidos por nossos neurocientistas.

Professores, estudantes e pesquisadores do Instituto se mobilizaram para dar atenção aos visitantes, com o cuidado de orientá-los sobre a importância das neurociências para o desenvolvimento da pesquisa científica no mundo. Os jovens conheceram os laboratórios de Neuroengenharia, Eletrofisiologia, Neurobiologia, Optogenética, Microscopia e outras instalações. Também aprenderam a fabricar um microscópio de sucata durante apresentação de atividades e experimentos desenvolvidos para os projetos de extensão do ICe.

Eduardo Sequerra, coordenador de extensão do Instituto do Cérebro e orientador da visita, disse que, ao contrário do ano passado quando vieram mais estudantes das humanas, os visitantes demonstraram maior interesse pela área de biociências. “Alguns declararam interesse inclusive em estudar neurociências, apesar de ainda serem estudantes secundaristas”, relatou.

Igor Sales, pós-doutorando do ICe, considerou a visita muito proveitosa. “Os estudantes demonstraram interesse pelas práticas abordadas e acredito que esse tipo de ação serve não só como uma forma de divulgar a ciência, mas também como um incentivo para aqueles que desejam ser um cientista”, destacou.

A mexicana Renée Garcia elogiou a estrutura e projetos do ICe

A mexicana Renée Garcia nunca tinha vindo ao Brasil e disse estar muito surpresa com o que tem encontrado. Interessada em aprender mais sobre biomedicina e “tudo relacionado ao cérebro”, ela elogiou a estrutura, os projetos desenvolvidos e as explicações científicas dos pesquisadores durante a visita.

Intercambistas demonstraram muito interesse pela área de biociências

Além do ICe, os intercambistas já visitaram o Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN), o Instituto Internacional de Física (IIF/UFRN) e o Instituto Metrópole Digital (IMD/UFRN).

Segundo os coordenadores do BP Global STEM Academies, do mesmo jeito que tem gente de vários lugares no mundo aqui no Brasil, o programa também enviou estudantes brasileiros para os Estados Unidos e Egito para vivenciarem experiências parecidas.

Deixe uma resposta