Sidarta Ribeiro: “É muito claro no Brasil que temos problema para sonhar o coletivo”, avalia neurocientista

YAHOO NOTÍCIAS

As horas de sono são etapa fundamental do dia para consolidação de memórias, de aprendizados e desintoxicação do nosso cérebro. Esse período de descanso do corpo, alvo de cada vez mais interesse, é habitado por sonhos, que nos acompanham a cada noite mas deixaram de ser compartilhados e de ter relevância em nossa sociedade.

É para estes eventos oníricos que o renomado neurocientista Sidarta Ribeiro pretende redespertar nossa atenção. “O sonho é uma simulação de um futuro possível com base nas probabilidades do passado”, explica o pesquisador e vice-diretor do Instituto do Cérebro da UFRN (Universidade Federal do Rio Grande do Norte).

LEIA AQUI

Deixe um comentário