Consuni aprova renovação de funcionamento do ICe por tempo indeterminado

JOSÉ DE PAIVA REBOUÇAS – ICe

O Conselho Universitário (Consuni) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) aprovou a renovação, por tempo indeterminado, do funcionamento do Instituto do Cérebro (ICe/UFRN) e seu novo regimento interno. Em agosto, o Conselho de Administração (Consad) já tinha aprovado a proposta de renovação que assegura estabilidade na autorização do funcionamento da unidade.

Durante reunião do Consuni, que contou com a participação de 50 conselheiros, o professor Douglas Nascimento, diretor da Escola de Ciências e Tecnologia (ECT/UFRN) e relator do processo, disse que o ICe desempenha uma função exemplar como unidade de pesquisa de ponta, com reconhecimento nacional e internacional, incentivando apoio à ciência, com produção científica de alto nível, apesar dos recursos escassos, sendo modelo para criação de outras unidades de pesquisa especializada nas universidades.

A diretora do Instituto, professora Kerstin Schimtd, destacou a importância do reconhecimento desse trabalho pelos grupos da Universidade. Ela disse ainda que a equipe é bastante motivada com as cooperações com diversos centros e unidades com as quais o ICe já colabora, uma vez que a Neurociência é uma disciplina multidisciplinar.

Fruto de uma luta que começou a ser pensada em 1995, quando um grupo de neurocientistas brasileiros, atuando no exterior, planejou construir no Brasil um centro de pesquisa de ponta sobre o Cérebro, o ICe foi pensado para promover liberdade de ideias, excelência científica, formação de recursos humanos qualificados e transformação social.

O projeto se concretizou na UFRN, em 2011, com apoio do Ministério da Educação (MEC) e do Ministério da Ciência e Tecnologia (MCTI). Um esforço de recrutamento internacional fez com que, nos últimos anos, vários pesquisadores brasileiros e estrangeiros, com treinamento em importantes centros de pesquisa dos EUA e da Europa, se radicassem em Natal e se lançassem à tarefa de construir essa unidade especializada.

Sede do Programa de Pós-Graduação em Neurociências (PGNeuro), o ICe oferece formação em níveis de mestrado, doutorado e pós-doutorado. Também é responsável pela implantação e manutenção de um eixo de ensino, em nível de graduação em Neurociências, na ECT/UFRN.

Destaca-se ainda o Conselho Científico Internacional (Scientific Advisory Board – SAB), que foi criado em 2012 para avaliar as pesquisas desenvolvidas na unidade e conta com a participação de pesquisadores renomados na área das Neurociências: Charles Gilbert (Estados Unidos), Yves Fregnac (França), Cláudio Mello (Estados Unidos), Henry Markram (Suíça) e Pierre Magistretti (Suíça).Neste período, pesquisadores e técnicos estão em processo de mudança para a sede nova do Instituto. Um prédio de 7 mil metros quadrados construído dentro do campus central da UFRN que oferece condições adequadas para a atuação dos pesquisadores e servidores. Para funcionar, a unidade foi instalada em duas casas localizadas no bairro Lagoa Nova, zona sul de Natal.

Deixe uma resposta