Conferência discute a ‘divulgação científica na universidade’

A imprensa tem papel significativo nas interações sociais, mas as instituições de educação precisam fortalecer sua comunicação para falar diretamente com a população. Essa proposta do jornalista Herton Escobar, repórter especial da Universidade de São Paulo (USP) e correspondente internacional da revista Science, será tema da 3ª conferência do 1º Ciclo Debates sobre Jornalismo Científico e Popularização da Ciência da UFRN. A atividade, realizada pelo projeto Sala de Ciência (SCI/UFRN), vai ao ar nesta terça-feira, 16, às 14h30 no canal do YouTube do Instituto Internacional de Física: youtube.com/iiptv.

Herton abordará sobre “A divulgação científica na Universidade”. Ele defende que melhorar jornais, sites e redes sociais institucionais se tornam fundamentais para atender a uma demanda cada dia mais crescente de leitores. Com mais de 2 mil reportagens publicadas em formato impresso e digital, Escobar fui bolsista do Programa de Jornalismo Científico do Marine Biological Laboratory (MBL), em Woods Hole, e da Knight Science Journalism Fellowship, no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Vencedor do Prêmio José Reis de Divulgação Científica e Tecnológica e do Prêmio Nacional da Biodiversidade, é um dos fundadores USP Talks, série de palestras de curta duração ministradas por especialistas que abordam temas atuais e de interesse da sociedade.

A conferência desta terça-feira, 16, será mediada pelos jornalistas Paiva Rebouças, diretor da Agência de Comunicação da UFRN e coordenador do SCI/UFRN, e Cyro Souza, assessor do Instituto Internacional de Física da UFRN. Participam do debate o professor Ricardo Silveira, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e assessor da Fundação de Apoio à Pesquisa do RN (Fapern), a diretora da Agência de Comunicação da UFRN, Luziária Machado, o diretor da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), Carlos Adams, e o jornalista da Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do RN (Funcern), Bruno Gomes.

O I Ciclo de Debates sobre Jornalismo Científico e Popularização da Ciência teve início no dia 2 de junho com a conferência “Entendendo o jornalismo científico”, ministrada pela premiada jornalista e escritora Fabíola Oliveira. No último dia 9, o jornalista e colunista da Folha, Reinaldo José Lopes, discutiu “Como divulgar a ciência”. No próximo dia 23, será a vez da jornalista Marta Avancini, da Associação de Jornalistas de Educação (Jeduca) discutir o tema “Jornalismo e Educação”. As conferências estão disponíveis no youtube.com/iiptv

Sala de Ciência

O projeto Sala de Ciência é uma ação coordenada com apoio de várias forças, cujo objetivo é fortalecer a popularização da ciência e do jornalismo científico na UFRN. Vinculado ao Instituto do Cérebro (ICe/UFRN) e à Superintendência de Comunicação (Comunica/UFRN), tem apoio do IIF/UFRN, Secretaria de Relações Internacionais (SRI), Pró-Reitoria de Pesquisa (Propesq), Departamento de Comunicação Social (Decom), Instituto de Medicina Tropical (IMT), Museu Câmara Cascudo (MCC) e Departamento de Física Teórica e Experimental (DFTE).

O SCI/UFRN conta ainda com o apoio do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN), da Fundação de Apoio à Pesquisa do Rio Grande do Norte (Fapern), além da importante participação de jornalistas da Agecom e bolsistas e estudantes do Decom. Para conhecer mais, basta acessar o projeto no Sigaa ou seguir suas redes sociais: @sciufrn.

Deixe uma resposta