Diego Andrés Laplagne

Graduação com tese em Ciências Biológicas na Universidade de Buenos Aires, Argentina, 2002. Doutorado em Neurociências na Universidade de Buenos Aires, Argentina, 2008, estudando neurogenesis no cérebro adulto de camundongos com eletrofisiologia ex-vivo. Pósdoc no Instituto Internacional de Neurociências de Natal, Brasil, 2009, estudando codificação sensorial com técnicas de eletrofisiologia in-vivo. Posição de pesquisa independente (Neuroscience Fellow) na Universidade Rockefeller, em Nova Iorque, USA, de 2009 a 2013 estudando comunicação vocal em ratos. Desde 2013, professor concursado na Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Brasil.

Os sistemas nervosos evoluíram como mediadores de um laço sensório-motor, organizando respostas comportamentais apropriadas às condições ambientais lidas pelos sentidos. Uma meta fundamental da neurociência é portanto entender como os circuitos cerebrais funcionam para gerar a percepção e organizar o comportamento. Grandes avances foram feitos registrando atividade cerebral em modelos animais realizando tarefas sensório-motoras estruturadas e reproduzíveis. Esta aproximação permite ao experimentador realizar análises estatísticas de correlatos neurais sob condições controladas. Isto tem, porém, um custo, já que tanto os estímulos como os comportamentos são restritos e forçados fora das condições naturais sob as quais a função cerebral evoluiu. Técnicas modernas de registro e análise estão gerando uma nova onda de etologia, permitindo o estudo de comportamentos naturais em animais com liberdade de movimentação sob análise quantitativo detalhado.

O nosso laboratório se propõe contribuir à compreensão do funcionamento do cérebro dos mamíferos mediante o desenvolvimento de novas aproximações para o estudo destes comportamentos junto com registros distribuídos de atividade neuronal.

Nós estamos estudando desse jeito a comunicação vocal usando ratos como modelo animal. Os ratos produzem vocalizações num rango de frequências que vão desde o sônico ao ultrassônico. Acima de 30 kHz os ratos possuem um repertorio rico de vocalizações abrangendo um rango amplio de frequências, modulação e duração. A função desses chamados no comportamento social é porém desconhecida. Nós desenvolvemos métodos para registrar e analisar automaticamente vocalizações ultrassônicas de pares de ratos interagindo socialmente e estamos estudando a existência de estrutura na produção de cada individuo e na interação. Estamos também correlacionando os chamados com o comportamento e a fisiologia dos emissores e receptores para compreender sua função.

O estudo quantitativo do comportamento vocal nos apontou para a possível existência de ritmos globais no rato, envolvendo tanto atividade rítmica motora como oscilações neurais nas mesmas taxas. Estamos agora desenvolvendo metodologias para testar esta hipótese mediante o registro combinado de uma dúzia de atividades motoras e neuronais em animais se comportando livremente. Esperamos que esta aproximação avance nossa compreensão da evolução e função das oscilações neurais no cérebro.


Publicações


  • Lockmann AL, Laplagne D, Tort ABL. Olfactory bulb drives respiration-coupled beta oscillations in the rat hippocampus. Eur J Neurosci. 2018;48(8):2663-73.
    Texto Completo

  • Laplagne DA and Elías Costa M (2016) Rats Synchronize Locomotion with Ultrasonic Vocalizations at the Subsecond Time Scale. Front. Behav. Neurosci. 10:184. doi: 10.3389/fnbeh.2016.00184
    Texto Completo

  • Lockmann AL, Laplagne D, Leão RN, Tort ABL. A respiration-coupled rhythm in the rat hippocampus independent of theta and slow oscillations. J Neurosci. 2016;36(19):5338-52.
    Texto Completo

  • Isaac M. Carruthers, Diego Laplagne, Andrew Jaegle, John Briguglio, Laetitia Mwilambwe-Tshilobo, Ryan G. Natan, Maria N. Geffen. Emergence of invariant representation of 2 vocalizations in the auditory cortex. Articles in PresS. J Neurophysiol (August 26, 2015). doi:10.1152/jn.00095.2015
    Texto Completo

  • Sirotin, Y. B., Elias Costa, M., & Laplagne, D. A. (Submitted). Active sniffing temporally structures ultrasonic vocalizations in rodents.
    Texto Completo

  • Assini, R., Sirotin, Y. B., & Laplagne, D. A. (2013). Rapid triggering of vocalizations following social interactions. Current Biology, 23(22), R996–7. doi:10.1016/j.cub.2013.10.007
    Texto Completo

  • Vasconcelos, N. ; Pantoja, J. ; Belchior, H. ; Caixeta, F. V. ; Faber, J. ; Freire, M. A. M. ; Cota, V. R. ; Anibal de Macedo, E. ; Laplagne, D. A. ; Gomes, H. M. ; RIBEIRO, S. . Cross-modal responses in the primary visual cortex encode complex objects and correlate with tactile discrimination. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. 108, p. 15408-15413, 2011.
    Texto Completo

  • Toni, N., Laplagne, D. A., Zhao, C., Lombardi, G., Ribak, C. E., Gage, F. H., & Schinder, A. F. (2008). Neurons born in the adult dentate gyrus form functional synapses with target cells. Nature Neuroscience, 11(8), 901–7. doi:10.1038/nn.2156
    Texto Completo

  • Laplagne, D. A., Kamienkowski, J. E., Espósito, M. S., Piatti, V. C., Zhao, C., Gage, F. H., & Schinder, A. F. (2007). Similar GABAergic inputs in dentate granule cells born during embryonic and adult neurogenesis. European Journal of Neuroscience, 25(10), 2973–2981.
    Texto Completo

  • Laplagne, D. A., Espósito, M. S., Piatti, V. C., Morgenstern, N. A., Zhao, C., van Praag, H., Gage, F. H., Schinder, A. F. (2006). Functional Convergence of Neurons Generated in the Developing and Adult Hippocampus. PLoS Biology, 4(12), e409.
    Texto Completo

  • Esposito, M., Piatti, V., Laplagne, D., & NA. (2005). Neuronal differentiation in the adult hippocampus recapitulates embryonic development. Journal of, 25(44), 10074–10086.
    Texto Completo