Semana do Cérebro movimenta cerca de 800 participantes em Serra Negra do Norte  

Pelo menos 800 pessoas participaram do encerramento da 7ª edição da Semana do Cérebro em Serra Negra do Norte, no Seridó Potiguar. Todas as aulas das escolas municipais foram transferidas para a atividade que aconteceu no ginásio poliesportivo Gastão Mariz. Também participaram as escolas do Estado, as particulares e as faculdades à distância do município.

Esta foi a primeira vez que o Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN) realizou este evento fora da região metropolitana. O resultado superou as expectativas, mostrando que a Universidade precisa acessar cada vez mais a população.

Para o coordenador de extensão do ICe-UFRN, Eduardo Sequerra, a extensão tem como objetivo transformar a linguagem científica em acessível e aumentar  o acesso das pessoas a esse conhecimento. “Para isso, é preciso criarmos parceiras para acessar esses públicos que não têm acesso. Por isso, a parceira com a prefeitura de Serra Negra do Norte foi tão importante.

O prefeito Sérgio Fernandes agradeceu a parceira e disse que deixará as portas abertas para o ano que vem. Petrúcio Ferreira, Secretário de Educação, destacou o momento de troca de saberes. “Temos a oportunidade de ver a universidade se interiorizando e compartilhando conhecimento conosco, movimentando nossas escolas e a nossa cidade”, completou.

A Semana do Cérebro é promovida em todo o Brasil pela Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC), como parte da Brain Awareness Week (BAW) e Dana Alliance for Brain Initiatives em todo o mundo. Aqui no RN é realizada pelo ICe-UFRN, em parceria com o Instituto Santos Dumont (ISD) e o Programa de Pós-graduação em Piscobiologia (PsicoBio-UFRN).

Debate “mulheres na Neurociência” movimenta Semana do Cérebro

Elas já são maioria na escola e na faculdade, mas parece que a presença da mulher em um espaço consolidado e estratégico como a Ciência ainda não ganhou a devida atenção que merece. Pelo menos foi este viés que norteou a mesa redonda “As mulheres na Neurociência” no encerramento do ciclo de palestras da 7ª Semana do Cérebro. O evento realizado pelo Instituto do Cérebro da UFRN, com apoio do Instituto Santos Dumont e do Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia da UFRN, aconteceu na noite desta terça-feira, 13, no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD).

Daiane Golbert, bióloga e pós-doutoranda do ICe-UFRN, Viviane Nogueira, biotecnóloga, também vinculada à pós-graduação do ICe-UFRN, e Ana Luchiari, bióloga e professora da UFRN, comandaram o debate. Cada uma realizou uma exposição sobre a presença da mulher na ciência, vinculando os acontecimentos históricos com suas experiências pessoais. Na plateia, não faltou quem se identificasse com os relatos e quisesse contribuir com a discussão, tornando-a mais ampla e plural.

Na opinião de Daiane, o momento foi melhor que o esperado. “Fiquei muito impressionada, principalmente pela participação. Foi uma oportunidade de aprendizagem única que o ICe promoveu”, disse. Para a pós-doutoranda Anna Karynna Rocha, a discussão mostrou o quanto o papel da mulher é renegado na Ciência, mesmo com tantas contribuições importantes dadas à sociedade. “Foi importante para mostrar o quanto a desigualdade dentro das áreas da ciência ainda precisa ser quebrada”, destacou.

Palestras arrastam maior público da Semana

Pelo menos 280 pessoas participaram da abertura do ciclo de palestras da Semana do Cérebro neste ano. O auditório B205 do IMD, onde aconteceu o evento entre os dias 12 e 13, ficou pequeno para tanta gente. No primeiro dia, quatro palestras foram realizadas: Leitura da mente: decodificando a atividade neural, com André Salles (ISD); O que a bicicleta diz para o nosso cérebro, com John Fontenele (PsicoBio-UFRN); Doença de Parkinson: contribuições e desafios da neuroengenharia, com Mariana Araújo (ISD); e O uso terapêutico de psicodélicos, apresentada por Fernanda Palhano (ICe-UFRN).

Público semelhante se reuniu no segundo dia. Antes da mesa redonda sobre o papel da mulher na Neurociência, foram apresentadas as palestras: Como medir cognição e aprendizado em sala de aula na era digital, com Natalia Mota (ICe-UFRN); Evolução e consumo: como nossa biologia afeta os produtos que compramos, com Felipe Nalon (PsicoBio-UFRN); e Fake News: o que há de verdade na pós-verdade? com Daniel Almeida (ICe-UFRN). Todas as palestras tiveram interação e participação do público.

Por e-mail, Sílvia Cristina Loeffer Bertolino Cavalcanti, vinculada ao Tribunal de Justiça do RN, parabenizou a organização e agradeceu pela iniciativa. “Simplesmente adorei. Foi uma ótima surpresa. Não teve uma (palestra) que fosse enfadonha. Fez com que eu refletisse um bocado. Se houvesse palestras desse nível todos os dias, eu estaria lá”, disse ela. Todas as apresentações foram gratuitas e abertas a todos os públicos.

Semana do Cérebro levará experimentos em Neurociências às Rocas

A Biblioteca Indústria do Conhecimento, do SESI/Prefeitura de Natal, recebe nesta quarta-feira, 14, as atividades da 7ª Semana do Cérebro, realizada pelo Instituto do Cérebro (ICe) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o Instituto Santos Dumont (ISD) e o Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia (PsicoBio-UFRN). A programação acontece o dia todo, das 8h às 17h, de forma gratuita e aberta a todos os públicos.

Para estimular a participação dos visitantes, o projeto realiza oficinas e apresentações sobre sentidos, drogas, neuroanatomia, ondas do pensamento, matemática da natureza e dos sistemas biológicos, imersão em realidade virtual, projetos de neuroengenharia e eletroencefalografia (EEG). A ideia é mostrar que a Neurociência está presente em nosso dia a dia e que é acessível para qualquer um que queira estudá-la.

Alunos do 3° ao 9º ano da Escola São José, Centro de Educação e Cultura e da Escola Municipal Santos Reis, formarão o principal público do evento. O Centro de Convivência em Saúde Mental, que está apoiando a iniciativa, também participará com seus internos. Este é o segundo ano que a Indústria do Conhecimento Biblioteca Virgílio Urbano de Araújo inclui em sua programação a Semana do Cérebro. Para a gestora do espaço, Jeana Magalhães, a expectativa é de reunir um número de pessoas maior que o ano passado.

“É uma honra sediar um evento de tamanha grandeza como a Semana do Cérebro, proporcionando acesso às várias pesquisas e conhecimento aos participantes. Também favorecendo visibilidade à Indústria do Conhecimento pela população de Natal”, disse Jeana. Mais informações sobre a Semana do Cérebro podem ser acessada no www.neuro.ufrn.br/semanadocerebro.

ICe abre hoje ciclo de palestras da 7ª Semana do Cérebro

Começa hoje o ciclo de palestras da 7ª edição da Semana do Cérebro, realizada pelo Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN), em parceria com o Instituto Santos Dumont (ISD) e o Programa de Pós-graduação em Psicobiologia (PsicoBio). As apresentações se concentram no auditório B205 do Instituto Metrópole Digital (IMD), a partir das 18h, aberto a todo público interessado.

Ao todo, serão realizadas sete palestras, sendo quatro neste primeiro dia. Os palestrantes do ICe, ISD e PsicoBio discorrerão sobre diversos temas envolvendo a neurociência, entre eles “o uso terapêutico de psicodélicos”, “o que a bicicleta diz para o nosso cérebro”, “como medir cognição e aprendizado em sala de aula na era digital” e “fake News: o que há de verdade na pós-verdade?”.

Nesta terça-feira, 13, o ciclo de palestras termina com uma mesa redonda intitulada “As mulheres na Neurociência”, tendo como organizadoras as cientistas Daiane Golbert, Viviane Nogueira e Ana Luchiari. A proposta é discutir o empoderamento da mulher e sua contribuição para a ciência do Brasil ontem e de hoje.

A 7ª edição da Semana do Cérebro começou neste domingo, 11, com atividades no acampamento Luiz Beltrame, do MST, em Parque dos Coqueiros. Na próxima quarta-feira, 14, as atividades se concentram na Biblioteca Indústria do Conhecimento do bairro Rocas. Na quinta-feira, 15, o ISD coordena atividade na comunidade quilombola de Capoeira, em Macaíba, e na sexta-feira, 16, o ICe leva a programação para o município de Serra Negra do Norte. Mais informações no site: www.neuro.ufrn.br/semanadocerebro.

ICe abre 7ª Semana do Cérebro em comuna do MST na zona norte de Natal.

Uma tarde diferente para as famílias do acampamento Luiz Beltrame, do MST, em Natal, nesse domingo, 11. Crianças e adultos estavam encantados com os experimentos da 7ª edição da Semana do Cérebro, realizada pelo Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN), em parceria com o Instituto Santos Dumont (ISD) e o Programa de Pós-graduação em Psicobiologia (PsicoBio). Projetos como a “ilusão da mão de borracha” e “bioeletrogênese animal” que trabalham com ilusão de ótica e estimulação sonora, foram os mais concorridos, entre os tantos apresentados.

Primeira comuna urbana do MST, em Natal, o acampamento Luiz Beltrame reúne pelo menos 80 famílias carentes da região. A escolha do local para receber a abertura oficial da Semana do atende bem aos propósitos da extensão universitária da UFRN, que busca aproximar a comunidade acadêmica da população externa. Neste mesmo ritmo, as atividades do evento serão levadas ao bairro Rocas, à comunidade quilombola de Capoeiras, em Macaíba, e ao município de Serra Negra do Norte. A programação geral pode ser acessada no site: www.neuro.ufrn.br/semanadocerebro.

ICe abre 7ª Semana do Cérebro em acampamento do MST neste domingo

Começa neste domingo, 11, a 7ª edição da Semana do Cérebro realizado pelo Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN) em parceria com o Instituto Santos Dumont (ISD). O evento que acontece até o dia 16, terá sua abertura no acampamento Luiz Beltrame, do MST, localizado no bairro Parque dos Coqueiros, zona norte de Natal. O local de abertura foi proposto pela vereadora Natália Bonavides em concordância com a coordenação de mulheres do acampamento.

As atividades começam a partir das 14h, com a realização das oficinas do Sentidos, Drogas, Neuroanatomia, Bioeletricidade Animal e Neurônios Espelhos. Todas gratuitas e abertas a todos os públicos. Cada uma dessas apresentações busca inserir o participante no mundo da Neurociência.

Na oficina de Neuroanatomia, por exemplo, são levados cérebros dissecados de diferentes espécies para comparação morfofuncional, assim como um molde de silicone de um cérebro humano que pode ser desmontado. Na oficina de Drogas, os estudantes desenvolveram banners sobre diferentes grupos de drogas com informações sobre seu mecanismo de ação no cérebro, efeitos comportamentais e riscos, bem como regulamentação e grupos de risco.

A 7ª Semana do Cérebro será realizada até a próxima sexta-feira, 16. A programação traz ainda palestras no Instituto Metrópole Digital (IMD), oficinas na Biblioteca Indústria do Conhecimento do bairro Rocas, na comunidade quilombola de Capoeiras, em Macaíba, e no município de Serra Negra do Norte. Mais informações podem ser acessadas no site do evento: www.neuro.ufrn.br/semanadocerebro.

ICe realiza Semana do Cérebro em Natal, Macaíba e Serra Negra do Norte

Acampamento do MST, comunidade quilombola e espaços públicos de Natal e Serra Negra do Norte receberão oficinas e apresentações.

Aproximar a ciência das pessoas e mostrar o quanto a educação é essencial no desenvolvimento da sociedade. Estes são objetivos da Semana do Cérebro, realizada anualmente pelo Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN). Em sua sétima edição, o evento tem como tema “A educação transforma” e será realizado de 11 a 16 de março, nos municípios de Natal, Macaíba e Serra Negra do Norte, com atividades gratuitas e voltadas para todas as idades.

Para estimular a participação dos visitantes, o projeto realiza oficinas e apresentações sobre diversos temas: ilusões de ótica, somtaossensoriais e auditivas, exposição sobre o funcionamento de drogas lícitas e ilícitas no cérebro, neuroanatomia, estimulação bioelétrica de membros de baratas, entre outras. A ideia é mostrar que a Neurociência está presente em nosso dia a dia e que está acessível para qualquer um que decida investir nesta área agora ou no futuro.

Em Natal, a programação começa no domingo, 11, quando o grupo de estudantes e pesquisadores será recebido pelos moradores do acampamento Luiz Beltrame, do MST, localizado no bairro Parque dos Coqueiros, na zona norte de Natal. Nos dias 12 e 13, um ciclo de palestras acontece no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD), finalizando com uma mesa redonda onde se discute a presença da mulher na Neurociência.

No dia 14, as apresentações acontecem na Biblioteca Indústria do Conhecimento, do SESI, no bairro Rocas, zona leste da capital, com apoio do Centro de Cultura e Convivência que atende pessoas com deficiências intelectuais. No dia seguinte, 15, o grupo realiza oficinas na Comunidade Quilombola de Capoeiras, em Macaíba, sob coordenação do Instituto Santos Dumont, parceiro do evento. Na sexta-feira, 16 de março, os pesquisadores chegam ao município de Serra Negra do Norte, no Seridó potiguar, primeira cidade do interior a receber a atividade acadêmica.

A Semana do Cérebro faz parte do movimento mundial Brain Awareness Week (BAW) promovido pela Dana Foundation, com o intuito de realizar uma campanha global de sensibilização sobre a importância da pesquisa em Neurociências, além de divulgar os estudos desenvolvidos pela Sociedade Brasileira de Neurociências e Comportamento (SBNeC). Aqui no Rio Grande do Norte, o ICe-UFRN tem como parceiros a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), o Instituto Santos Dumont (ISD), o Programa de Pós-Graduação em Psicobiologia (PsicoBio) e as prefeituras de Natal e Serra Negra do Norte. Mais informações no site: www.neuro.ufrn/semanadocerebro.

PROGRAMAÇÃO
11/03 – 13h às 17h:
Acampamento Luiz Beltrame (MST).
Parque dos Coqueiros/Zona Norte de Natal.

12 e 13/03 – 18h às 21h:
Palestras no auditório do Instituto Metrópole Digital (IMD).
Campus Central/UFRN.

14/03 – 8h às 11h e 14h às 17h:
Indústria do Conhecimento do Bairro das Rocas.
Zona Leste/Natal.

15/03 – 12h às 15:30h:
Comunidade Quilombola de Capoeiras.
Macaíba/RN.

16/03 – 8h às 11h e 14h às 17h:
Ginásio Poliesportivo Gastão Mariz.
Serra Negra do Norte/RN.